Creme para estrias

Ataque já as estrias! Neste artigo vamos falar sobre estrias, um assunto que assusta muitas mulheres hoje em dia. Mas não se preocupe pois vamos ajudá-la ao máximo para lhe poder responder a todas as suas dúvidas acerca destas pequenas “malandras “.

Foto Antes e depois da sessão do tratamento por carboxiterapia.

Antes e depois da sessão do tratamento por carboxiterapia

O tema das estrias continua a ser atual, e a dar dores de cabeça a muitas mulheres, mais ou menos jovens e mais ou menos elegantes, mas também a alguns homens. Este é um problema que é mais suscetível de surgir em quem sofre fortes oscilações de peso, mas não pense que só após uma gravidez que estas se manifestam, pois o que não faltam por aí são jovens, bem novinhas, já com estrias. Neste sentido, nada como ir tentando perceber o que de novo há no mercado, a bom preço, e o que lhe poderá dar bons resultados no tratamento do seu problema.

Como surgem as estrias?

As estrias surgem da rutura das fibras de colagénio e elastina, responsáveis pela elasticidade da nossa pele, sendo estas maioritariamente e localizadas na derme (camada profunda da pele). As estrias ocorrem pela distensão exagerada da pele ou devido a alterações hormonais. É comum o surgimento durante a puberdade em decorrência do crescimento acelerado nesta fase da vida, assim como também na obesidade e na gravidez. Este problema poderá atingir os dois sexos porém é mais frequente no sexo feminino. As estrias são caracterizadas por lesões lineares, geralmente paralelas, que podem variar de 1 a vários centímetros de extensão. Surgem principalmente nas coxas, nádegas, abdómen (gravidez) e dorso do tronco (homens).

Existem dois tipos de estrias, podendo estas serem consideradas de Estrias Vermelhas e Estrias Brancas.

O que são as estrias vermelhas?

As estrias na sua primeira fase do processo de desenvolvimento são vermelhas ou roxas. Elas surgem essencialmente devido ao alongamento excessivo da pele que leva à rutura das fibras, causando um processo cicatricial que inicialmente tem uma aparência avermelhada, pois há ainda presença de circulação local. A atenção com o próprio corpo é fundamental para se detetar o problema ainda nesta fase. Muito Importante!!! É nesta fase (Estrias Vermelhas) que os resultados dos tratamentos são melhores. Portanto quem tem Estrias Vermelhas ou Roxas deve procurar tratamento o mais breve possível.

Enquanto aguarda a consulta médica o paciente deve hidratar o local e fazer esfoliação. Esses procedimentos irão ajudar na contenção do processo até à consulta médica.

O que são estrias brancas?

São a sinalização do corpo de que a estria já está instalada. Nesta fase já ocorreu o comprometimento da circulação local e se consolidou um processo de fibrose. Uma vez instaladas, as estrias não serão mais removidas por se tratarem de cicatrizes. Os cuidados nesta fase serão no sentido de suavizá-las e evitar o aparecimento de outras. Agora pode respirar um pouco de alívio pois para este género de problemas à sempre uma solução ou tratamento que nos permite tratar e atenuar as malditas estrias.

Como sabemos, as estrias são lesões irreversíveis, portanto não existe um tratamento que faça a pele voltar ao que era antes do seu aparecimento. Porém atualmente existem tratamentos que visam melhorar o aspeto das lesões, estimulando a formação de tecido colagénio subjacente, permitindo assim que as estrias se tornem mais semelhantes à pele em seu redor.

Enquanto que nas estrias vermelhas os tratamentos permitem-nos obter melhores resultados, podendo chegar a melhorar de 40 a 90%, nas estrias brancas as melhoras costumam ser entre 40 a 70%. Deste modo e tendo em conta o que fora referido anteriormente, se não quer ter problemas de estrias o melhor que se pode fazer é tentar preveni-las, principalmente quando há casos na família.

Para tentar evitar o aparecimento de estrias deve-se:

Fazer uma hidratação intensa da pele; Beber muita água (cerca de 2 litros por dia); Evitar engordar e emagrecer repentinamente. As várias técnicas de tratamentos médicos (raios laser, ácido retinoico, peeling, lifting) visam melhorar o aspeto estético da pele e estimular a formação de tecido colagénio nas lesões. (Deve lembrar-se que esses são procedimentos médicos e só devem ser realizados por um médico). O uso de vitaminas A, C e E também ajuda na formação do colagénio. Quando o assunto entre as gestantes é estrias, correm vários boatos que se transformam em mitos.

Descubra a verdade e os mitos que andam em volta das estrias

Roupas justas causam estrias

Mito. As roupas não podem romper as fibras da pele e causar estrias, assim como calções também não causam estrias.

Beber muita água ajuda a eliminar e a prevenir as estrias

Parcialmente verdade. Apenas prevenir estrias com água pode não dar certo, porém ajuda bastante, pois hidratar o corpo é uma das medidas principais para prevenir o aparecimento de estrias, mas existem outros tipos de ações preventivas que devem ser tomadas também.

Estrias pioram no inverno

Mito. A estação do ano não influencia no surgimento de estrias. Temos a sensação de que as estrias pioram no inverno, pois a pele fica mais ressecada, mas não aparecem mais estrias.

É bom prevenir as estrias o quanto antes

Verdade. É recomendada a prevenção de estrias assim que souber da gravidez. Procure orientação médica assim que estiver ciente da gravidez para começar a prevenir o aparecimento das “listinhas”.

Quanto mais estrias na gravidez, maior será a probabilidade de rutura da pele no parto normal

Mito. As estrias são ocasionadas pela distorção da pele, enquanto a rutura da pele no parto normal é ocasionada no músculo. Não existe relação de um problema com o outro.

Não há tratamento para curar as estrias definitivamente

Verdade. Tratamentos a laser ou peeling não eliminam as estrias, apenas as deixam menos visíveis. A única solução, até ao momento, é prevenir o seu aparecimento quanto antes.

Os cremes para estrias que fazem milagres

Após lhe darmos a conhecer um pouco mais tudo o que anda em volta das estrias, achamos conveniente dar-lhe a conhecer alguns dos cremes mais eficazes no que toca ao tratamento e prevenção das estrias. Porém tal como já fora referido anteriormente, as estrias são um problema que não tem cura, podem sim vir a ser atenuadas.

A Lierac apresenta, no combate às estrias, a gama Phytolastil, que existe em versão gel e em versão ampolas. Para terem uma ideia da sua efetividade, estudos comprovaram que 84% das grávidas que o usaram não ficaram com estrias, após a gravidez. Aliado a tudo isto, este é um produto que não precisa de ser usado sempre, sem que, com isso, as estrias voltem a aparecer (a não ser, claro, que venha a sofrer uma mudança repentina de peso). Outro fator importante a seu favor é o de não ter cheiro: não dará náuseas a nenhuma grávida, por exemplo.

As ampolas Lierac Phytolastil, já não são tão vocacionadas para a prevenção, mas sim, e em especial, para a redução do tamanho e aparência das estrias – a eficácia das mesmas é elevada – estudos e provas demonstraram a sua eficácia na redução das estrias em 80% dos casos. Mas para ver resultados é necessário massajar a zona com a loção duas vezes por dia, e no mínimo durante dois meses.

Já no que diz respeito aos produtos Elancyl, há a destacar o Elancyl Específico Estrias e o Elancyl Concentrado Redutor Estrias. O primeiro visa a prevenção e a regressão das estrias, tendo sido comprovado que em 82,5% dos casos, não se notou o nascimento de novas estrias. O mesmo tem um perfume suave, não enjoativo – mas se está grávida e costuma enjoar cheiros, é preferível usar o Lierac.

Quanto ao Elancyl Concentrado Redutor Estrias, o mesmo visa o combate das estrias que já apareceram – estudos comprovaram que houve uma redução de estrias em 86% dos casos. Obviamente que as estrias recentes são mais fáceis de eliminar, por isso é que este produto deve ser usado logo após uma alteração abrupta de peso, não sendo, porém, aconselhável durante a gravidez. A experiência acaba por ser aquela que ajudará a ditar os resultados em cada caso concreto – só usando e experimentando. Tenha no entanto em atenção que as estrias, quanto mais recentes forem, mais fáceis serão de eliminar.

Se as suas estrias já não forem propriamente muito recentes, a luta não será certamente fácil. Para acabar com quase e totalmente com elas só mesmo procedimentos realizados por médicos, mas alguns cremes caseiros para estrias ajudam a amenizar o problema e o mais importante, não deixam piorar o quadro. Confira!

1. Creme caseiro para estrias com hipoglós:

– 1 Tubo de Hipoglós amêndoas ( Creme branquinho e cremoso ) – 1 Lata (Azul) pequena de creme Nívea – 1 Colher de chá de óleo de rosa mosqueta, semente de uva, ou de abacate

Modo de Preparo: Misture todos os ingredientes até virar um creme espesso. Aplique nas áreas escuras das estrias todas as noites antes de dormir. Este creme é eficaz tanto contra aquelas estrias mais velhas quanto contra as mais recentes e avermelhadas.

2. Creme caseiro para estrias, simples – para estrias vermelhas (recentes) e para prevenção de estrias:

– 6 colheres de sopa rasas de creme hidratante nutritivo – 1 colher de sopa de óleo de amêndoas de boa marca. Olhe o rótulo, alguns (a maioria) é apenas óleo vegetal com cheirinho de amêndoa, mas você deve comprar o que for feito com amêndoas mesmo, geralmente é mais caro.

Modo de preparo: Misture os dois produtos e aplique nas estrias ou onde você quer prevenir estrias, após o banho morno, para facilitar a penetração do creme. Mas nada de desanimar! Use, experimente, ateste e veja com os seus próprios olhos os resultados aguardados.

Torne o seu corpo bonito e perfeito com poucos gastos e de forma eficaz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *